Doenças de Pele

Abaixo são citadas as doenças de pele mais comuns, com uma breve descrição.

Micoses

As micoses superficiais da pele, são infecções causadas por fungos que atingem a pele, as unhas e os cabelos.

Os fungos estão em toda parte podendo ser encontrados no solo e em animais. Até mesmo na nossa pele existem fungos convivendo "pacificamente" conosco, sem causar doença.

A queratina, substância encontrada na superfície cutânea, unhas e cabelos, é o "alimento" para estes fungos.

Quando encontram condições favoráveis ao seu crescimento, como: calor, umidade, baixa de imunidade ou uso de antibióticos sistêmicos por longo prazo (alteram o equilíbrio da pele), estes fungos se reproduzem e passam então a causar a doença.

Micoses de unha (Onicomicoses):

São muito freqüentes e causadas pela entrada nas unhas desses inimigos (uso de calçados apertados, traumas nos dedos ou uso excessivo de alicates de cutículas). As unhas ficam grossas, descoladas e podem ter uma coloração esbranquiçada ou amarelo-esverdeada.

Frieira ou Pé-de-atleta (Tinea pedis):

É uma descamação que ocorre entre os dedos ou na sola dos pés que pode causar coceira. Pode ser causada por fungos que já convivem na nossa pele, quando há uma alteração daquelas descrita anteriormente.

Micoses do corpo (Tinea corporis):

São manchas vermelhas, geralmente arredondadas, podendo apresentar coceira e podem surgir em qualquer parte do corpo.

Micoses na virilha (Tinea cruris):

Muito comum em homens pela maior quantidade de pêlos nessa área e uso freqüente de calças. São muito freqüentes também em pacientes diabéticos, principalmente quando as taxas de glicose estão muito elevadas.

São manchas vermelhas, que coçam muito e podem se espalhar por toda região da virilha, podendo até mesmo acometer a região das nádegas.

Micoses de praia/piscina ou Pano branco (Pitiríase versicolor):

É um tipo de micose que, ao contrário do que muitos imaginam, não se "pega" de ninguém e nem se "passa". É causada por um fungo denominado Malassezia sp. que tem como habitat principal nosso couro cabeludo. Esse engano se dá pelo fato de que ao se ir à praia/piscina, a pessoa já tem o fungo na pele e ao bronzear-se, no local em que o fungo está ele funciona como uma espécie de protetor solar, não permitindo que essa região da pele fique bronzeada daí então a pessoa tem a falsa impressão de que "pegou" a micose na praia/piscina.

Algumas pessoas possuem uma tendência maior a desenvolver a doença.

A doença se caracteriza por manchas esbranquiçadas e/ou acastanhadas e/ou avermelhadas (daí o nome versicolor), podendo apresentar pouca descamação, em região de tronco, braços, pescoço ou face.

Algumas dicas para evitar as micoses:

  • Evite uso de sapatos fechados e apertados por longos períodos;
  • Evite usar os mesmos sapatos em dias seguidos;
  • Procure usar meias e roupas íntimas de algodão, que permitem melhor evaporação do suor;
  • Procure usar sempre chinelos de borracha quando freqüentar banheiros e chuveiros públicos;
  • Quando for à manicure, procure levar seu próprio material;
  • Não retire excessivamente a cutícula das unhas.

Obs.:

Os textos e fotos contidos no site têm caráter meramente informativo, não substituindo de forma alguma uma consulta médica.

É imprescindível consultar seu médico para que ele possa avaliar a lesão.