Doenças de Pele

Abaixo são citadas as doenças de pele mais comuns, com uma breve descrição.

Cisto ("cisto sebáceo")

Conhecidos popularmente por "cistos sebáceos", os cistos encontrados com maior frequência são os epidérmicos e os triquilemais. O conteúdo de ambos não é sebo e sim queratina, a substância que forma a camada mais superficial da pele.

Os cistos epidérmicos são os mais frequentes e resultam da proliferação de células da epiderme dentro da derme, o que pode ser devido a uma tendência genética. O milium é um micro cisto epidérmico, de localização mais superficial.

Os cistos triquilemais ou cistos pilares são menos frequentes e se originam do folículo piloso, ocorrendo principalmente no couro cabeludo.

As lesões são esféricas, geralmente móveis, indolores, de consistência elástica ou endurecida. Podem variar de pequenos cistos (menores de 1cm) até lesões com vários centímetros de tamanho. A cabeça, pescoço e tronco são as regiões mais afetadas. Pode haver um ponto central, escuro, da abertura de um folículo piloso.

Os cistos são assintomáticos mas, se localizados sobre extremidades ósseas do tronco ou no couro cabeludo, podem causar incômodo ao deitar ou se encostar.

Em caso de inflamação secundária por ruptura da cápsula e/ou infecção, o cisto torna-se avermelhado, quente e doloroso. Cistos inflamados devem ser tratados com anti-inflamatórios e antibióticos, de acordo com cada caso.

O tratamento em geral consiste na retirada cirúrgica da lesão.

Obs.:

Os textos e fotos contidos no site têm caráter meramente informativo, não substituindo de forma alguma uma consulta médica.

É imprescindível consultar seu médico para que ele possa avaliar a lesão.